terça-feira, 28 de janeiro de 2014

O milagre da Educação

SOCORRO! PAPAI VIROU PETISTA!
 
"O pai chega em casa vestindo uma camisa do PT. Entra no quarto do filho e beija o retrato de Che Guevara na parede.
O rapaz espantado pergunta:
- Que é isso, paí? Ficou maluco? Logo você, reaça e burguês convicto, vestindo a camisa do PT?! E ainda beijando o Chê?!

- Que nada, filho, agora sou petista! Conversamos tanto sobre o partido que você me convenceu. PT! PT! VIVA O PT! - grita o velho.


O rapaz, membro do DCE da universidade, onde há oito faz um curso de quatro anos, e fiel colaborador da JPT, não se aguenta de tanta alegria.


- Senta aí, companhêro. Vamos conversar. Que milagre foi esse?


O pai senta-se ao lado do filho e explica:


- Pois é, cansei de discutir, reconsiderei tudo e passei a achar que você tem razão. Por falar nisso, lembra do Luís, aquele que lhe pediu dois mil reais da sua poupança emprestados para dar entrada numa moto?


- O que tem ele? - pergunta o filho.


- Então, liguei para a casa dele e perdoei a dívida. E fiz mais. Falei que ele não precisa se preocupar com as prestações, pois vou usar oitenta por cento da sua mesada para pagar o financiamento.


- Pai! Você ficou louco? Pirou?


- Filho, lembre-se de que agora nós somos petistas. Somos peritos em perdoar dívidas e financiar o que não é nosso com dinheiro que não é nosso. Temos que dar o exemplo. E tem mais. Passei 49% do seu carro para sua irmã. Vendi pra ela quase a metade do seu carro. Dessa forma você continua majoritário, mas só pode usá-lo em 51% do tempo.


- Mas o carro é meu, papai. Você não pode fazer isso. Não tem o direito de vender o que não é seu.


- Tenho, sim. Nossa presidenta fez isso com a Petrobrás e você foi o primeiro a apoiar. Só estamos seguindo o caminho dela.


O garoto, incrédulo e desolado entra em desespero, mas o pai continua:


- Outra coisa, doei seu tablet e seu smartphone para os carentes do morro. Agora eles vão poder se conectar.


- Pai, que sacanagem é essa?


- Não é sacanagem não, filho. Nós petistas defendemos a doação do que não é nosso, lembra? Doamos aviões, helicópteros, tanques, terras... O que é um tablet e um smartphone diante disso?


Prestes a entrar em colapso, o garoto recebe a última notícia:


- Filho, lembra daquele assaltante que ameaçou você de morte, espancou-o e roubou seu celular? Vou agora mesmo retirar a queixa e depois para a porta da cadeia exigir a soltura dele, dizendo que é inocente.


- Pai, pelo amor de Deus, você não pode fazer isso. O cara é perigoso!


- Perigoso nada, isso são os direitos humanos que nós pregamos, filho. Somos petistas com muito orgulho.


- Mas o cara me espancou, me roubou, pai!


- Alto lá! Não há provas disso. Não estamos em estado de exceção. O rapaz é inocente. Nós fizemos a mesma coisa com os companheiros acusados do mensalão.


- Mas ele estava armado quando a polícia chegou!


- E daí? Ele estava armado, mas quem prova que a arma era dele? A revista Veja? Isso é coisa de reaça, filho.


- Papai, você ficou doido!


E o pai finaliza:


- Fiquei doido?! Na hora de defender bandido que roubou a nação você é petista, mas se roubarem você, deixa de ser. Na hora de doar, perdoar dívidas e fazer financiamentos com o que é dos outros, você é petista. Mas se fizer o mesmo com você, deixa de ser. Na hora de dilapidar o patrimônio nacional, vendendo o que é mais precioso e não pertence ao PT e sim ao povo, você é petista, mas se vender metade do que é seu, você deixa de ser.


Dito isso em tom forte, passou a bradar:


- Então, seu cretino, aprenda a assumir suas ideias. Vagabundo! Ordinário! Salafrário! Pegue suas coisas e suma desta casa. Vá ver se consegue viver por conta própria e não da mesada que lhe dou.

- Vou pra onde, papai? - perguntou chorando.

- Isso não é mais assunto meu. Agora você passa a ser um dos sem-teto que você tanto defende, seu moleque. E vai se consultar com médico cubano, porque também cancelei seu plano de saúde.


Dois dias depois o moleque bateu na porta curado. Não era mais petista e não havia mais DCE ou JPT. E nem chamava o pai de reaça.


O milagre da educação aconteceu".



Há algum tempo eu queria registrar aqui no blog o meu sentimento em relação à violência diária que nós temos vivido. Hoje recebi esse texto que compartilho com todos, pois acredito que o Milagre da Educação pode produzir bons frutos, e ele começa em casa, corrigindo as contradições que cada um vive. 








Agradeço a Ricardo Oscar V. Chudo pelo texto. 

4 comentários:

  1. rsrsrsr, Ana eu estou rindo sozinha aqui... pior que é desse jeitinho mesmo, socialismo, só com o dos outros né ???

    Adorei , e concordo, tudo começa em casa...

    Bjus 1000 querida e obrigadaaaaaaaaaaaa pelo carinho no meu niver !!!!

    ResponderExcluir
  2. Pois é Pepa, são os eternos adolescentes!!! Crescer prá que, não é? Bjs.

    ResponderExcluir
  3. .


    Ana, sempre que venho aqui
    eu fico babando com os seus
    textos, sabia?

    Faça-me uma visita e saberá
    como uma uma pessoa sozinha
    pode provocar uma guerra, manter
    a sua família e seus amigos na
    mesma trincheira e sair vitorioso
    no final.

    Ah, gostei do seu blog e por isso
    o estou seguindo.

    Siga o meu também, vai!

    Beijos do Palhaço Poeta.






    .

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Sílvio. É muito bom quando um momento nosso de inspiração provoca uma emoção em alguém. A vida é isso. Só vale a pena quando é capaz de despertar emoções. Seja bem vindo.

    ResponderExcluir